Detalhes da reforma do estádio Mineirão são apresentadas na UCPel

O curso de Engenharia Civil da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) prossegue com as comemorações de seu jubileu de ouro. O diretor presidente da Engserj Projetos e Engenharia, Antônio Sérgio de Resende, palestrou na noite desta segunda-feira (20) sobre a reforma do Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão. Detalhes técnicos da obra feita em três etapas foram apresentados aos acadêmicos da Instituição.  
O estádio inaugurado no final de 1965 contou com um balanço de arquibancada bastante respeitável para a época, contou o palestrante. A reforma iniciada em janeiro de 2010, realizada para adequar a arena aos critérios da Fifa, privilegiou a construção de uma explanada no entorno. 
Uma das dificuldades enfrentadas durante a obra, orçada em R$ 670 milhões, foi a realização de intervenções sem alteração na fachada, tombada pelo Conselho de Patrimônio Histórico de Belo Horizonte, comentou Resende. Mesmo mantendo a mesma estrutura externa, toda a parte interna foi modificada. 
Campo rebaixado em 3,4 metros para melhorar as condições de visibilidade; instalação de 62.170 assentos; construção de 80 camarotes e restaurante panorâmico; novos banheiros; estacionamento; tribuna de imprensa para cerca de três mil jornalistas, entre outras melhorias, foram realizadas. 
Após a palestra do diretor presidente da Engserj, o vice-reitor da UCPel e engenheiro civil, Marcus Bicalho Rodrigues, deu prosseguimento ao encontro com a palestra “O engenheiro que eu devo ser – construir construindo-se”. As comemorações dos 50 anos do curso de Engenharia Civil serão encerradas com jantar festivo no dia 22 de setembro, no salão San Sebastian. 
 
Todas as atividades de celebração dos 50 anos do curso contam com os patrocínios das empresas Tecon, Porto 5, Ecosul e Sagres. A palestra da segunda-feira contou ainda com a parceria do Sinduscon Pelotas.
Redação: Rita Wicth – MTB 14101   

foto da notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *